Universidade Católica de Pelotas Blog da UCPel
Webmail
Aducpel
Agenda de Eventos
Ass. Judiciária
Ass. Médica Ambulatorial
Avaliação Institucional
Balanço Social
Biblioteca
Calendários Acadêmicos
Capelania
CAPS - Centro de Apoio Psicossocial
Chegue Mais Perto
CIPA
Clínica de Fisioterapia
Clínica Psicológica
Comitê de Ética
Conheça Pelotas
Documentos PRAC
Doutorado
Editais e Publicações Oficiais
Editora Educat
EDR - Escritório de Desenvolvimento Regional
Especialização
Estrutura
Extravestibular
Formas de Ingresso
Graduação
Histórico da UCPel
Hospital Universitário
Incubadora de empresas – CIEMSUL
Instituição Comunitária
Intranet
Itepa
Laboratório de Análises Clínicas
Links de Interesse
Mantenedora
Marca UCPEL
MBA e Especialização
Mestrado
Missão e Visão
Moodle
NAE - Núcleo de Apoio ao Estudante
Notícias
Perguntas Frequentes
Plataformas Lattes
Política de Ensino
Politicas de Extensão
Política de Pesquisa
Proficiência em Língua Estrangeira
Projetos de Extensão
ProUni
Rádio Universidade
Seleção Docente
SINAES
Sinpro
Telefones
Trabalhe na UCPel
UCPEL Virtual
Unidades Básicas de Saúde
Vestibular
Vídeos
Webmail
Administração
Arquitetura e Urbanismo
Atlas de Histologia Médica
Atlas de Histologia Médica II
Cartão Sou UCPel
Centro de Incubação de Empresas da Região Sul (Ciemsul)
Certificados
Ciências Contábeis
CPA - Comissão Própria de Avaliação
Design de Moda
Direito
Editora Educat
Enfermagem
Engenharia Civil
Engenharia de Computação
Engenharia Elétrica
Farmácia
Filosofia
Fisioterapia
Gestão Comercial
Gestão de Recursos Humanos
Gestão Financeira
Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários (Gitep)
Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP)
Jornalismo
Jovem Aprendiz
Laboratório de Engenharia Civil
Laboratório de Química Ambiental
Laboratórios de Informática - Centro Politécnico
Letras
Mestrado e Doutorado em Letras
Mestrado e Doutorado em Política Social
Mestrado e Doutorado em Saúde e Comportamento
Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação
Mestrado Profissional em Saúde da Mulher, Criança e Adolescente
Memória Fotográfica
Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE)
Pacto Universitário de Direitos Humanos
Pedagogia
Portal do Egresso - Sempre UCPel
Programa de Residência Médica
Psicologia
Publicidade e Propaganda
Rádio Universidade (RU)
Revistas da UCPel
Salão Universitário
Serviço Social
UCPel Mais Saudável
Vestibular

Sapu

Moodle - Cursos EaD
Moodle - Demais Atividades de Ensino-Aprendizagem
 
 
 
 
 
Cursos
home / notícias / Presídios da Zona Sul estão com taxas de ocupação acima da média nacional
NOTICIAS

Presídios da Zona Sul estão com taxas de ocupação acima da média nacional

10.10.2018 | Programa de Pós-Graduação em Política Social e Direitos Humanos

Cinco dos seis estabelecimentos prisionais que compõem a 5ª Região Penitenciária estão com suas taxas de ocupação acima da média nacional. O Boletim Técnico elaborado pelo Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários (GITEP) da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) demonstra ainda que mesmo a região sendo responsável por 7,6% da população encarcerada do estado, é a que menos conta com estabelecimentos prisionais.    

O coordenador do Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais e Direitos Humanos (PPGPSDH/UCPel), Luiz Antônio Bogo Chies, destaca que a 5ª região é a segunda colocada na taxa de ocupação no RS, ficando atrás apenas da Região Alto Uruguai. “Entretanto, a Região Sul fica atrás por menos de um ponto percentual”, completa. 

Formada por estabelecimentos localizados nos municípios de Camaquã, Canguçu, Jaguarão, Pelotas, Rio Grande e Santa Vitória do Palmar, na 5ª região apenas o Presídio Estadual de Canguçu está abaixo da média nacional, que tem taxa de ocupação em 197,8%. Em Camaquã, por exemplo, o presídio de 94 vagas tem 285 presos, (taxa 303,2%); Jaguarão com 38 vagas possui 102 presos (268,4%) e Pelotas, com 382 tem 1.018 presos (266,5%).  

Mesmo sendo importante para o contexto estadual, a Zona Sul não tem recebido uma proporcional atenção dos órgãos governamentais responsáveis pela gestão dos serviços penais, completa Chies. “O quadro das taxas de ocupação nos estabelecimentos prisionais da região é superior à maioria das médias estaduais no Brasil. Significa a agonia do Sistema Prisional no sul do estado”, avalia.

Para chamar a atenção à problemática, um movimento capitaneado pelo Poder Judiciário e pela sociedade civil emerge como alternativa ao descaso da política penitenciária no estado. “Queremos evitar que a Zona Sul se torne um ambiente propício ao avanço das facções criminais. Só em Pelotas existem três grupos envolvidos em disputas de territórios e galerias prisionais”, comentou. 

Na agenda proposta pelo grupo constam itens como ampliação do protagonismo municipal; favorecimento da atuação multisetorial e interinstitucional, envolvendo instituições públicas e privadas; reconhecimento da cidadania de presos; valorização dos servidores penitenciários; colaboração – mas não substituição – em relação aos compromissos do governo estadual;  proatividade nas políticas penais de âmbito municipal. 

O grupo, denominado Fórum Regional, é composto pela Vara Regional das Execuções Criminais (com jurisdição em Camaquã, Canguçu, Jaguarão, Pelotas e Rio Grande) e Conselho da Comunidade da Execução Penal da Comarca de Pelotas (atuando em parceria com grupos de pesquisa da UCPel e UFPel). 

O Boletim Técnico completo está disponível neste link
     
Redação: Rita Wicth – MTB 14101 

VER TODAS AS NOTÍCIAS